segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Diário do Japão - Parte II

Follow my blog with Bloglovin
 Nessa segunda parte do meu diário de viagem ao Japão (para ver a parte 1, clique aqui), mostro um pouco do maravilhoso mundo culinário japonês. Apesar de amar o Japão, não sou muito fã de comida japa. Então, ao morar lá, optava pelos básicos da cozinha nipônica - udon e lámen - e por outras opções não tão japonesas, porém igualmente deliciosas.

In this second part of my travel diary to Japan, I show a little of the wonderful Japanese culinary world. Although I love Japan, I'm not much a fan of Japanese food. So, living there, I chose the basics of Japanese cuisine - udon and lámen - and other options not so Japanese, but equally delicious.

Se você é fã de doces - como eu - o Japão é o seu lugar! Repleto de patisseries francesas (há, inclusive, uma filial da Ladurée em Tóquio), recheadas de obras de arte feitas de açúcar. Para deleitar não só o estômago, mas também o olhar...

If you are a sweets fan - like me - Japan is your place! Filled with French patisseries (there's even a Ladurée in Tokyo), stuffed with artworks made of sugar. To delight not only the stomach, but also our eyes...




Mas se tinha um lugar que eu amava ir, principalmente aos domingos, era a churrascaria. Conhecidas pelo nome yakiniku (que significa carne grelhada), as churrascarias no Japão são super interessantes, porque você mesmo escolhe as carnes, leva os pedaços para a mesa e grelha lá mesmo. Um variado bufê também fica à disposição, para que o cliente monte seu prato.

A place I loved to go, especially on Sundays, was the steakhouse. Known by the name yakiniku (that means grilled meat), the steakhouses in Japan are super interesting, because you choose the meat, take the pieces to the table and grill there. A varied buffet is also available for the client to set up their plate.

Outro local que eu amava ir, sempre que o destino do passeio era Tóquio: a Ladurée de Ginza era parada obrigatória para um café ou um almoço:
Another place I loved to go, whenever the destination was Tokyo: the Ginza Ladurée was a must stop for a coffee or lunch:

Outro vício que eu tinha, principalmente durante as viagens pelo Japão (que eu fazia a trabalho),  era essa tortinha de maçã, vendida nas lojas de conveniência Seven Eleven (super famosas no JP).

Another addiction I had, especially during trips across Japan (which I did for work), was this apple pie, sold at the convenience stores Seven Eleven (super famous there).

Outros pratos deliciosos que apreciei durante minha vida japonesa:
Other delicious dishes I enjoyed during my Japanese life:





    As saladas que eu amava, no cardápio do restaurante Coco's:
    I loved these saladas from Coco's menu:

Uma curiosidade: no Japão vários restaurantes, docerias e lanchonetes possuem uma vitrine com réplicas dos pratos, em plástico ou cera, como uma espécie de menu com esculturas em tamanho real. Essa técnica é chamada sampuru (que vem do Inglês sample, amostra). Essa cultura do sampuru, a comida fake, é muito apreciada no país.

A curiosity: In Japan, several restaurants and snack bars have a showcase with replicas of the dishes, in plastic or wax, as a kind of menu with life-size sculptures. This technique is called sampuru (which comes from the English word, sample). This culture of sampuru (fake food) is much appreciated in the country.

Também há várias hanbaikis, as máquinas de conveniência que ficam nas ruas, onde você pode comprar bebidas, comidas e até frutas. Só mesmo morando lá para perceber o quanto essas máquinas são úteis e práticas.

There are also several hanbaikis, the convenience machines on the streets, where you can buy drinks, food and even fruits. Just living there to realize how useful and practical these machines are.

O que posso dizer após tudo isso? Estou morrendo de vontade e com água na boca!
E vocês?

What can I say after all this? I'm dying with my mouth watering!

And you?

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

A mais nova integrante da família

Follow my blog with Bloglovin Estava eu na rua, caminhando apressada para não perder o horário de uma consulta médica, quando me deparei com uma gatinha filhote, no cantinho da calçada. Estava muito debilitada, magrinha, suja, com um machucado na barriguinha e miava muito.
Claro que não poderia seguir meu destino e deixar aquele ser ali, aos prantos. Então, peguei-a com cuidado, dei meia-volta e segui para casa.
Foi consultada com um veterinário, castrada, recebeu alimentação reforçada, vitaminas e muito, muito amor! Só minha outra gata que não a aceitou muito bem (hoje, quase 4 meses depois, ela tolera a nova gatinha, sempre sob nossa supervisão)!


I was on the street, walking fast so I would't miss a doctor's appointment when I came across a kitten in the corner of the sidewalk. She was very weak, thin, dirty, with a bruise on her belly, and cried a lot. Of course I could not follow my destiny and leave that little baby there, in tears. So I took her carefully, turned around and headed home.
She was consulted with a veterinarian, castrated, received enhanced nutrition, vitamins and much, much love! Only my other cat that did't accept it very well (today, almost 4 months later, she tolerates the new kitten, always under our supervision)!

                                      Essa é a Angel, logo após a cirurgia de castração
                                      This is Angel, before the castration surgery

Quase quatro meses depois, Angel está saudável, travessa e linda demais - como, aliás, sempre foi! Quem deixa um filhotinho nessas condições na rua não pode ter coração, não é possível! Sonho com o dia em que as pessoas passarão a castrar seus bichos e não mais irão soltá-los nas ruas. Se não tem condições, por favor, não tenha um bichinho de estimação. Eles não são descartáveis!

Almost four months later, Angel is healthy, playful and too beautiful - as, indeed, has always been! Anyone who leaves a puppy on the street, in these conditions, cannot have a heart, it's not possible! 
I dream of a day when people will castrate their animals and will no longer let them out on the streets. If you don't have conditions please, don't have a pet. They are not disposable!    


Essa é a pequena Angel atualmente, sendo super mimada e amada!
This is little Angel, being loved and spoiled!


Adote, não compre!
Resgate um animal hoje mesmo das ruas (ou de um abrigo)!

Adopt, don't shop!
Rescue an animal from the streets!

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

My March favourite covers!

Follow my blog with Bloglovin Sim, admito: eu compro uma revista pela capa! Se a capa for linda, bem produzida, levo a revista para casa na hora! Já falei sobre isso aqui no blog, que as revistas internacionais arrasam em suas capas, cada vez mais lindas, enquanto as capas das (poucas) revistas brasileiras deixam a desejar, focando somente em fotos em estúdio. Soo boriing!
Sempre posto no Instagram minhas capas favoritas e, dessa vez, seguem as edições de março de algumas publicações, cujas capas estão maravilhosas (na minha opinião, claro!):


Yes, I admit: I buy a magazine by its cover! If the cover is beautiful, well produced, I take the magazine home with me! I've already told you about it here on the blog, that international magazines are sweeping on their ever more beautiful covers, while the covers of Brazilian (few) magazines leave something to be desired, focusing only on studio photos. Soo boriing!
I always post my favorite covers on Instagram and, this time, the March editions of some publications, whose covers are wonderful (in my opinion, of course!):
Lily James na capa da Bazaar inglesa, fotografada por Alexi Lubomirski

Cardi B na Bazaar dos Estados Unidos, fotografada por Mariano Vivanco

Brie Larson - fotografada por Pamela Hanson - na capa da InStyle norte-americana

O casal Bieber, fotografado por Annie Leibovitz, na capa da Vogue norte-americana

Aliás, falando nisso, adoro revistas de moda impressas!
Aqui no Brasil várias revistas impressas encerraram suas atividades e fico muito triste com isso. A internet ainda não conseguiu suprir essa minha necessidade (quase poética) de folhear as páginas de uma revista, de tê-la em minhas mãos, de levar para todos os lugares e devorá-la.
Para conhecer meu hobby, que envolve revistas de moda, vá neste post (link) e, para ver um post sobre uma revista que adoro - a Town & Country - clique aqui.


By the way, I love printed fashion magazines!
Here in Brazil several printed magazines have ended their activities and I'm very sad about it. The internet has not yet been able to supply my (almost poetic) need to flip through the pages of a magazine, to have it in my hands, to take it everywhere and devour it.
To know more about my hobby wit fashion mags, go to this post (link) and, to see a post about a magazine that I love, click here.

E vocês, o que acham desta questão? Revistas impressas ou online?
And you, what's your opinion about this question? Printed or online magazines?

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Diário do Japão - Parte 1

Follow my blog with Bloglovin Morei um ano no Japão, país pelo qual nutro uma admiração imensa - melhor dizendo, uma paixão - desde criança, quando sentava à frente da TV para assistir Jaspion. Todo mundo que me conhece sabe que sou louca pelo Japão!
Claro que minha experiência morando lá foi maravilhosa, o que só me fez reforçar a admiração pela educação do povo japonês, seus hábitos e costumes. Suas ruas, sempre muito limpas e bem organizadas, seu povo, de uma educação imensurável e respeito pelo próximo, seus templos, repletos de um sentimento de paz que acolhe a todos que os visitam, seus parques, sua estrutura, sua segurança... 
Posso ficar aqui por horas descrevendo tudo o que tem no Japão que me deixa maravilhada mas vamos a algumas curiosidades e imagens que resumem um pouco da minha rotina por lá...

I spent a year in Japan, a country which I have an immense admiration - in other words, a passion - since I was a child, when I sat in front of the TV to watch Jaspion. Everyone who knows me knows I'm crazy about Japan!
Of course my experience living there was wonderful and only made me reinforce my admiration for the education of the Japanese people, their habits and customs. Its streets, always very clean and well organized, its people, of an immeasurable education and respect, its temples full of peace, that welcomes all who visit them, its parks, its structure, its security ... I can stay here for hours describing everything that has in Japan that amazes me but let's go to some curiosities and images that sum up a bit of my routine there ...

Entrada para os banheiros no aeroporto de Narita
         Entrance to the bathrooms at Narita airport

No Japão, nos banheiros femininos, a maioria das usuárias se preocupa com quem irá utilizá-los em seguida e deixam o rolo de papel com a ponta dobradinha, para ficar mais fácil de puxarmos.
In Japan, in women's restrooms, most users worry about who will use next and leave the paper roll with the double-pointed tip to make it easier to pull.

Pelas ruas da descolada Shibuya, encontrei a estátua do famoso cãozinho Hachiko!
The Hachiko statue in Shibuya

As ruas do Japão são limpas e seguras. Você pode simplesmente relaxar e aproveitar o passeio, sem a preocupação de ser assaltado (tão diferente do Rio de Janeiro!!).
Em Shibuya, um famoso e descolado bairro de Tokyo, você encontra lojas diferentes - como nunca viu em nenhum outro local. Algumas ocupam prédios inteiros! O famoso cruzamento (Shibuya Crossing) - em frente à estação, é parada obrigatória para tirar fotos (quando os sinais fecharem, claro!): a cada três minutos, oito semáforos se fecham ao mesmo tempo e uma multidão atravessa. Ele é considerado o maior cruzamento do mundo!
Próximo deste cruzamento, também de frente para a estação principal do bairro, localiza-se outro famoso ponto turístico: a estátua do famoso cachorrinho Hachiko. 

Japanese streets are clean and safe. You can simply relax and enjoy the ride, without the worry of being robbed (so different from Rio de Janeiro !!).
In Shibuya, a famous Tokyo neighborhood, you can find different shops - like you've never seen anywhere else. Some occupy entire buildings! The famous crossing (Shibuya Crossing) - in front of the station, is an obligatory stop to take pictures (when the traffic stops, of course!): Every three minutes, eight traffic lights close at the same time and a crowd crosses. It's considered the largest crossing in the world! Near the crossing, also facing the main station of the neighborhood, is located another famous tourist spot: the statue of the famous puppy Hachiko.
Em alguns locais - como em Nikko - você se depara com um torii gigante no meio da rua...

In some places - like in Nikko - you come across a giant torii in the middle of the street...
... ou com um Hillakuma do seu tamanho - como este, em Shibuya!
...or with a Hillakuma with your size - like this, in Shibuya!
Pelas ruas também dá para ver o quanto as japonesas são super femininas e delicadas. Com um estilo bem discreto e elegante, elas estão sempre com algum detalhe romântico, nas roupas ou nos cabelos.

Through the streets you can also see how Japanese women are super feminine and delicate. With a very discreet and elegant style, they're always with some romantic detail, in clothes or hair.

Por hoje é só! A gente se vê no próximo post!
It's all for now. See you on the next post!

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Por que assistir à série "Você"?

Follow my blog with Bloglovin
Sou vi-ci-a-da nas séries The Crown (para ler minha opinião sobre a série, clique aqui) e Outlander e, agora, acabei de encontrar mais uma para a lista das favoritas: Você, a mais nova série da Netflix.
Baseada em um livro e estrelando o já conhecido Penn Badgley (de Gossip Girl) e a novata Elizabeth Lail, Você gira em torno de Joe, o gerente de uma livraria que se apaixona de maneira obsessiva por Beck, uma estudante universitária e aspirante a escritora.

I'm addicted for The Crown and Outlander series, and now I've just found one more to include in the favorite list: You, the newest series from Netflix. Based on a book and starring the well-known Penn Badgley (from Gossip Girl) and newcomer Elizabeth Lail, You tells the story of Joe, the manager of a bookstore that obsessively falls in love with Beck, a college student and aspiring writer .

A série expõe várias questões, tanto de relacionamentos quanto de amor próprio (algo que nossa amiga Beck não possui), além de nos fazer questionar seriamente toda a exposição sofrida através das redes sociais, nesses tempos áureos de facilidades proporcionadas pela internet.


The series exposes several questions, about relationships and self-love (something that our friend Beck does not have), and seriously make us question all the exposure suffered through social networks in these golden times of facilities provided by the internet.
    (Imagem: Print da tela do meu computador / Netflix)

E por que é viciante?
And why is addictive?

Porque é um triller psicológico moderno, no qual seus personagens são repletos de segredos, que nos deixa tensos ao assistir. (ATENÇÃO, SPOILER >>) Você acha que tal personagem é coitadinho e, no próximo episódio, repensa sua opinião - assim como fez Millie Bobby Brown, nossa amada Eleven de Stranger Things (Millie, comigo aconteceu a mesma coisa, hehehe!).
E, convenhamos, essa é a fórmula perfeita para nos fazer ficar colados na tela e ter uma vontade giga de maratonar a série, só para saber como a história se desenrola.
Além disso, achei ótima a ideia das cenas sendo narradas por Joe (Badgley), acompanhadas de sua ótima atuação, nos deixando ainda mais intrigados.


Because it's a modern psychological triller, in which its characters are full of secrets, which makes us tense to watch. (SPOILER >>) You think some character is innocent and, in the next episode, you have to rethink your opinion - just like Millie Bobby Brown, our beloved Eleven, from Stranger Things (Millie, the same thing happened to me, hehehe!). And, let's face it, this is the perfect formula to get us glued to the screen and have a giga desire to marathon the series, just to know how the story unfolds. In addition, I found the idea of ​​the scenes being narrated by Joe (Badgley) great, accompanied by his great acting, making us even more intrigued.

Para a alegria de todos os viciados em Você (como eu), a segunda temporada já foi confirmada! ;)
For everybody who likes You, the second season was already confirmed! ;)

x

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Feliz tudo novo!

De volta ao blog após um hiato de alguns meses, descobri o quanto a vida pode nos surpreender de uma hora para a outra e o quanto que um problema pode nos ensinar e nos transformar.
Após uma infecção renal que quase me matou e duas cirurgias, posso dizer que não reclamo mais da rotina e, a partir de agora, penso que está tudo bem se as coisas não vão bem. Uma hora tudo sempre se acerta, não é mesmo?
O que importa nesta vida é cuidar de nosso bem-estar e do corpo onde moramos, mudar nossos pensamentos, investir em nosso autoconhecimento, enriquecer a alma e ampliar nossos valores, respeitar as pessoas ao nosso redor, amar e tentar - a todo custo - ser feliz. Pois a vida é uma só, e ela passa em um piscar de olhos. 

Presentes que a vida me deu ao final de 2018:

Angel, a mais nova integrante da família: resgatada na rua, estava super debilitada. Hoje, super saudável, é a estrelinha da casa!

Vontade renovada de ler e de estudar mais! Quanto mais conhecimento, melhor!

    A descoberta de Outlander, minha paixão dos últimos meses 

    E a nova série do Netflix, Você, meu mais novo vício!


   Feliz 2019 a todos vocês! E que haja muito mais amor em nossos corações! <3

terça-feira, 10 de julho de 2018

Why I love The Crown

Sei que estou meio atrasada, pois a 2a temporada de The Crown já não é mais novidade, mas somente agora consegui assistir as duas temporadas e preciso compartilhar que estou completamente apaixonada pela série!
As atuações são magníficas, os atores perfeitos em seus papéis, os cenários e os figurinos super luxuosos, a história prende, te faz não querer parar de assistir e você fica triste quando termina. Na minha opinião, The Crown é extremamente viciante!

I know I'm a bit late because the 2nd season of The Crown is no longer new, but only now I have been able to watch the two seasons and I must share that I'm completely in love with the series!
The performances are magnificent, the actors perfect in their roles, the scenarios and the super luxurious costumes, the story holds us, makes you not want to stop watching and you become sad when it ends. In my opinion, The Crown is extremely addictive!

A atriz britânica Claire Foy interpreta a Rainha Elizabeth II nas duas primeiras temporadas e arrasa no papel! Graças à atuação perfeita de Claire, me tornei fã da Rainha. Aprende-se muito com ela, a ser mais forte, mais firme, mais decidida. 
Outra atuação que fiquei apaixonada é a da também britânica Vanessa Kirby, que dá vida à Princesa Margaret. Não conhecia a história da família real e acho que adoraria conhecer Margaret pessoalmente: me identifiquei com sua personalidade apaixonada e sua busca incessante pela felicidade e pelo amor. Outras atuações, dessa vez do time masculino, também são de aplaudir de pé, como a de Matt Smith, o intérprete do Príncipe Philip e a de John Lithgow, brilhante no papel do Primeiro-Ministro Winston Churchill.

British actress Claire Foy plays Queen Elizabeth II in the first two seasons and she rocks! Thanks to Claire's perfect acting, I became a fan of the Queen. We learn a lot with her, to be stronger, firmer, more determined. Another act I was in love with is also the British Vanessa Kirby, who gives life to Princess Margaret. I didn't know the history of the royal family and I think I would love to meet Margaret personally: I identified with her passionate personality and her incessant quest for happiness and love. Other performances, this time of the men's team, are also to applaud standing, such as Matt Smith, the interpreter of Prince Philip and John Lithgow, brilliant as the Prime Minister Winston Churchill.
(Imagem: print Netflix)

Considerada a série mais cara já produzida pela Netflix, The Crown ganhou o Globo de Ouro de Melhor Série Dramática em 2017. Para a 3a temporada, já sei que os atores serão trocados, e já sinto saudades desse elenco. Mal posso esperar pelos próximos episódios!

Considered the most expensive series ever produced by Netflix, The Crown won the Golden Globe for Best Dramatic Series in 2017. For the 3rd season, I already know that the actors will be changed, and I already miss this cast. I can not wait for the next episodes!